2 de outubro de 2020 SegurançaEdmar Sampaio

O que é IaaS

IaaS - Infrastructure as a Service (Infraestrutura como um Serviço) é um termo ligado ao serviço de computação em nuvem (cloud computing).

INTRODUÇÃO

IaaS – Infrastructure as a Service (Infraestrutura como um Serviço) é um termo ligado ao serviço de computação em nuvem (cloud computing).

Com o avanço da tecnologia, muitas soluções convergentes têm surgido, concentrando o processamento de dados em grandes conjuntos de computadores espalhados pela internet. Esse modelo de serviço tem evoluído rapidamente e o que começou apenas como caixas de correio no seu provedor de internet agora consiste em um abrangente portfólio chamado de “cloud computing” (computação em nuvem).

Além disso, esses serviços são agrupados por tipo e conhecidos por nomes terminados com “as a Service” como SaaS (Software as a Service), PaaS (Platform as a Service), DaaS (Desktop as a Service), IaaS (Infrastructure as a Service) , dentre outras. Nesse artigo vamos falar sobre especificamente sobre IaaS.

CONCEITO

IaaS é um modelo de serviço de nuvem que funciona como alicerce para as demais camadas (PaaS e SaaS). Ou seja, consiste em fornecer o processamento básico de dados sob demanda, abrangendo servidores, equipamentos de rede, storage, sistemas operacionais e virtualização. Assim, essa é uma opção bastante interessante para quem não quer manter seus servidores locais mas tê-los como um serviço. Dessa forma é possível reduzir custos de manutenção e ganhar mais agilidade. É semelhante à decisão de deixar de produzir sua própria energia com um gerador a óleo para contratar a concessionária e pagar a conta mensalmente. Em contrapartida o provedor de serviço fica com a responsabilidade das tarefas rotineiras como manutenção de hardware, atualizações de software e backups.

IaaS - Infrastructure as a Service
IaaS – Infrastructure as a Service

Além disso o sufixo “as a Service” significa que o cliente conta com os mesmos benefícios de ter sua própria infraestrutura mas sem as preocupações naturais de gerenciá-la. Dessa forma, quando o ele contrata uma solução de IaaS, está sinalizando que não quer operar a infraestrutura mas prefere cuidar diretamente das camadas superiores da pilha. A fim de suprir essa necessidade, o fornecedor precisa oferecer um serviço confiável, seguro, escalável e flexível.

CARACTERÍSTICAS DO IAAS

  • Escalabilidade: O serviço precisa ser capaz de suportar a demanda do cliente, aumentando ou diminuindo a quantidade de recursos computacionais de acordo com a necessidade.
  • Confiabilidade: Como camada mais estrutural de toda a pilha de serviços, a infraestrutura precisa ser altamente confiável começando pela qualidade dos equipamentos, passando pela redundância, procedimentos e controles e serviço de manutenção e suporte envolvido na solução.
  • Pay-per-use: Uma das características fundamentais das ofertas “as a Service” é possibilidade do cliente pagar apenas pelos recursos efetivamente utilizados no período. Isso quer dizer que ele pode, por exemplo, alocar mais recursos por um período determinado (como CPU, memória e armazenamento) para testar um novo sistema ERP e, ao final dos testes, liberar esses recursos, pagando de forma proporcional a esse uso.

EXEMPLOS DE IAAS

Para que o cliente possa consumir Infraestrutura como Serviço, o acesso aos recursos é padronizado por uma camada de virtualização como Xen, VirtualBox, KVM, VMware vSphere e Microsoft Hyper-V.

Veja alguns dos grandes fornecedores de IaaS do mercado:

Amazon Web Services


É a gigante do mercado de computação em nuvem, subsidiária da Amazon.com, criada em 2006. A Amazon Web Services (AWS) tem uma quantidade enorme de serviços que vão de computação, armazenamento, entrega de conteúdo e rede.

Microsoft Azure


A Microsoft também conta com uma enorme quantidade de serviços mas não se limita apenas a infraestrutura. Também oferece plataforma (PaaS) e software (SaaS) como serviço. Alguns exemplos conhecidos são os serviços de correio, o OneDrive (arquivos) e o Office365.

IBM Cloud

A IBM também tem se despontado como um grande fornecedor de serviços em nuvem. Uma sinalização importante foi a aquisição da SoftLayer, onde passou a oferecer alguns serviços mais diferenciados como a possibilidade de contratar o servidor ‘bare metal’, ou seja, nu, sem nada instalado, permitindo que o cliente personalize completamente sua solução.

Oracle Cloud


A gigante do banco de dados, que também adquiriu a Sun Microsystems e é dona do MySQL e do Java, também tem uma grande variedade de soluções de IaaS, incluindo computação, armazenamento, ambientes de bancos de dados e big data. Suas soluções de PaaS e, principalmente SaaS são bastante agressivas no mercado. Ela é líder em alguns segmentos como ERP, recursos humanos e CRM. Seu portfólio é bastante abrangente em oferta de software.

Google Cloud


O Google oferece aos usuários a mesma estrutura usada internamente. Voltada para praticidade e simplicidade, ela também oferece um vasto menu de serviços gerenciados e pré-configurados. Além da solução de IaaS, suas o Google oferece PaaS (muito utilizada por equipes de desenvolvimento) e SaaS, como o tão conhecido GMail e GSuite.
Outros Fornecedores Interessantes
Há diversos outros fornecedores importantes que completam esse ecossistema de serviços de computação em nuvem. Eles preenchem espaços importantes que os gigantes não podem ocupar, seja em custo, seja em nicho, seja em personalização. Entre eles estão o Rackspace, Digital Ocean, OpenStack e CloudStack. Na verdade existem uma centena. Esses são apenas alguns que tem alcançado bastante sucesso porque desenvolveram ofertas bem ajustadas para um determinado público.

A SOLUÇÃO E O PROBLEMA MORAM JUNTOS

Todas essas soluções baseadas em nuvem, genericamente conhecidas como “cloud computing” tem um grande ponto de convergência: a internet. É ao mesmo tempo a grande solução e a grande vilã. Sem ela, nada funciona. Por isso, ao pensar em colocar serviços críticos rodando em servidores remoto, é importante levar em conta que a conexão internet deve ter três necessidades básicas bem atendidas: velocidade, segurança e estabilidade. Sem isso nenhuma solução em nuvem tem a menor possibilidade de sucesso.

CONCLUSÃO

Em síntese, soluções em nuvem são excelentes para promover redução de custo, dar mais agilidade e flexibilidade para os mais diversos ramos de atividade. Além do mais, IaaS viabiliza direcionar mais os esforços em camadas de negócios ao invés de cuidar de muitos detalhes técnicos de hardware e software básico. No entanto é sempre importante estar atento aos números e à estratégia. Nem tudo pode ser terceirizado. Por vezes há questões mais abrangentes envolvidas como regulação ou necessidade de acesso físico. Outras vezes o retorno sobre o investimento mais longo pode fazer com que a adoção da solução seja adiada. De qualquer forma é bom ficar atento. Mais cedo ou mais tarde computação em nuvem será o padrão de processamento.

NÃO PERCA O FOCO

Conheça nosso Serviço de Infraestrutura (IaaS) e deixe que nossos especialistas cuidarem do seu amgiente 24 horas por dia.

Edmar Sampaio
Compartilhe: